quinta-feira, 28 de outubro de 2010

O que Deus exige

O que é que eu levarei quando for adorar ao Deus eterno? O que oferecerei ao Altíssimo Deus? Será que deverei apresentar a Deus bezerros de um ano para serem completamente queimados? Será que o Deus Eterno ficará contente se eu oferecer milhares de carneiros ou milhares e milhares de rios de azeite? Será que deverei ofercer o meu filho mais velho como sacrifício para pagar os meus pecados e as minhas maldades?
O Deus Eterno já nos mostrou o que é bom, ele já disse o que exige de nós. O que ele quer é que façamos o que é direito, que amemos uns aos outros com dedicação e que vivamos em humilde obediência ao nosso Deus.
Miquéias (6.6-8)
****************************
Praticar a bondade, segundo o ensinamento de Deus, é o maior prazer que tenho em minha vida. Porém não esperem ver-me em praça pública aos berros e apontando a Bíblia como instrumento que descreve o castigo de Deus. Deus está dentro do coração de cada um de nós e sopra em nossas vidas o desejo de sermos pessoas melhores. Deus está presente em cada gesto de amor, em cada ato de ajuda, em cada gota de sabedoria. Cada pessoa despertará da cegueira no momento certo. As pessoas que vieram ao mundo para se dar pelo próximo, poderão ajudar e muito, mas não poderão acelerar o processo da descoberta. Então, logo concluo que, doar a minha vida pelo próximo é caminhar direito, segundo a vontade de Deus, é amar o meu próximo como a mim mesma, é estar cada vez mais próxima do Senhor. Contudo, devo dizer que os exageiros, são inspirados no fanatismo e acabam afastando o propósito da verdade e clareza com que se deve viver. A verdadeira penitência, consiste em vencer os vícios e hábitos ruins, em se aproximar do seu próximo no momento em que ele estiver precisando de ajuda, ir contra todo e qualquer desejo egoísta, servir de exemplo àqueles que ainda não podem ver com clareza, sair de si para servir ao próximo e principalmente, não ter olhos de juíz perante a falta do teu irmão.
Que Deus abençõe os passos de cada um de nós!!!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

A corrupção de Israel

Ai de mim!!! Sou como um homem faminto que depois da colheita procura figos nas figueiras e uvas nas parreiras, mas não encontra nada porque todas as uvas e todos os figos maduros foram colhidos. No país inteiro não há uma só pessoa honesta, nem uma que obedeça a Deus. Todos estão procurando matar os outros; cada um procura pôr o seu patrício na cadeia. Todos estão prontos para fazer o que é mau. Autoridades exigem dinheiro por fora, e juízes recebem presentes para torcerem a justiça. Os poderosos contam como vão satisfazer os seus maus desejos. Todos planejam fazer coisas más. Mesmo as melhores pessoas, as que são mais honestas, não valem mais do que espinheiros. Mas está chegando o dia em que Deus vai castigá-los, conforme os vigias dele, isto é, os profetas, anunciaram. Naquele dia haverá confusão geral.
Miquéias (7.1-4)
************************
Se comparado a política no Brasil, esse texto está corretíssimo. A corrupção no Brasil, é como um tinteiro derramado sobre um tecido branco e a moral do país no exterior, sempre esteve em baixa. Em lugar do culto a Deus, passamos a cultuar o poder e posses e, é mais adorado aquele que concentra em mãos o maior número em peso, enquanto a vida do homem e o meio ambiente, passaram a ser desimportantes. Vivemos num país, onde todos se mancham, seguindo desembestados, num sistema escurecido pelas baixarias dos inescrupulosos. Sei, perfeitamente, que minhas palavras não se aplicam tão somente ao Brasil, mas penso que já temos corrupção o bastante por aqui, para citar outros países como exemplo da decadência política e humana. Somos frutos de uma terra abençoada, mas não sabemos valorizar o que temos e muito menos, avaliar o poder negativo da nossa desenfreada ganância, mas não somos inocentes, somos tolos a concordar com um sistema corrúpto. Acordemos irmãos, ainda há tempo para reconquistarmos a nossa dignidade, ainda há tempo para despertarmos da cegueira que nos impede de crescer!!!
Que o senso de justiça desperte em nós a vontade de sermos pessoas melhores, para o mundo e para o Criador!!!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A queixa de Habacuque



A queixa de Habacuque

Ó Deus Eterno, até quando clamarei
pedindo ajuda,
e tu não me atenderás?
Até quando gritarei: "Violência!",
e tu não nos salvarás?
Por que me fazes ver tanta maldade?
Por que toleras a injustiça?
Estou cercado de destruição
e violência;
há brigas e lutas por toda parte.
Por isso ninguém obedece à lei,
e a justiça nunca vence.
Os maus levam vantagens sobre
os bons,
e a justiça é torcida.
Habacuque (1.2-4)
**********************
A resposta de Deus

O Deus Eterno diz ao seu povo:
"Olhem as nações em volta de vocês
e fiquem admirados e assustados.
Pois o que vou fazer agora
é uma coisa em que vocês não
acreditariam,
mesmo que alguém contasse.
Estou atiçando os babilônios,
aquele povo cruel e violento,
sempre pronto a marchar pelo
mundo inteiro,
a fim de conquistarem as terras dos outros.

"Eles espalham o medo e o terror
e fazem valer as suas próprias

ordens e leis.
Os seus cavalos são mais rápidos do
que os leopardos,
são mais ferozes do que os lobos do
deserto.
Os seus cavaleiros avançam
montados;
eles vêm correndo de longe,
rápidos como a águia
quando se joga sobre o animal
que ela está caçando.
Os soldados avançam,
ansiosos para conquistarem;
conforme avançam, vão espalhando
o terror.
Os seus prisioneiros são muitos;
são mais numerosos do que os grãos
de areia da praia.
Os soldados babilônios zombam dos
reis
e caçoam dos governadores.
Eles se riem das fortalezas;
levantam uma rampa de ataque e as
conquistam.
Depois vão em frente, como o vento
que passa;
eles não adoram outro deus senão a
sua própria força."
Habacuque (1.5-11)
***************************
Penso que os textos acima, descrevem claramente, a situação vivida hoje no Brasil, onde os mais fortes fazem o que querem e os mais fracos vivem assolados pelo medo e são obrigados a pagar as contas. Ainda que, sendo o livro mais antigo da história humana, foi da Bíblia que retirei estes textos. É como se o que presenciamos hoje, já houvesse acontecido em tempos passados, mas não, a história não se repete. O fato é que tudo isso já havia sido previsto e mesmo que, tendo a previsão, deixamos tudo acontecer da pior maneira, nos distraimos com a evolução científica, sem buscar conhecimento, sabedoria. Não que tenha sido desnecessário o avanço científico e tecnológico, mas o correto, seria o homem crescer junto e não ser deixado para trás. Com tais novidades, deixamos de ser a razão fundamental do mundo e passamos a ser massacrados pelo sistema, servindo de escada para os que concentram o poder.
Dos poucos que se lembram de Deus, é sempre para queixar-se das injustiças sofridas. Reclamam das ofensas, do chefe, da condição de assalariado, dos problemas familiares, das doenças, mas raramente, agradecem pela saúde, pelo alimento, pelo amor, pela vida, etc. Ao fim, não somos diferentes dos mais fortes, os que chamamos de injustos, pois, eles nos são injustos e nós somos injustos com Deus. Sempre que nos dobramos em oração é para pedir e reclamar. Dificilmente, um homem dobra seus joelhos para reconhecer a grandeza das coisas que Deus criou, mas facilmente, desinbestam-se a pedir por coisas materiais e vingança para o seu próximo. Nada poderá se transformar se não substituirmos as queixas por gratidão e reconhecermos o homem como mais valioso que a matéria. É bom compreender que a matéria foi criada para o homem, não o homem para a matéria. Quando houver esta compreensão, não teremos mais problemas com a política gananciosa nem sofreremos com a opressão dos mais fortes.
Que tenham todos um ótimo fim de semana, na santa paz de Deus!!!


segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Os dois caminhos


-Entrem pela porta estreita porque a porta larga e o caminho fácil levam à perdição, e há muita gente que anda por esse caminho. A porta estreita e o caminho difícil conduzem à vida, e pouca gente encontra esse caminho.
Mateus (7.13-14)
******************************
Se avaliarmos bem, veremos que na maioria das vezes optamos por caminhos mais curtos e fáceis, mas são através dos grandes desafios que aprendemos as lições de bem. Nós, seres humanos, temos o mal hábito de pouparmo-nos das dores e conflitos, porém, fugir não nos torna livres dos problemas, eles continuam no mesmo lugar até tomarmos a decisão de encará-los de frente. Para alcançar o caminho da iluminação ou chegar a um estado de alívio, é preciso que vençamos os mais diversos desafios e para vencermos, é necessário que coloquemos a verdade acima de nossos medos ou temores. Só os que dizem a verdade andam na luz, os que se envolvem com mentiras, tornam seus caminhos escuros e cheios de obstáculos. Optar pelo caminho estreito, quer dizer lutar contra os desejos de nossa natureza imperfeita, combater o bom combate e fazer da verdade o nosso escudo. Quando optamos pela porta larga, estamos renunciando aos desafios e aceitando todas as imperfeições da carne, trilhando por um caminho de ilusões e mentiras. Se pararmos para pensar, entenderemos que, materialmente, tudo é fácil e possível. Difícil mesmo é nos educar de acordo com a elevação espiritual, pois, para isso é preciso que desprendamo-nos do material para admitir que no plano terreno, nada nos pertence e tudo termina em desilusão, sendo que aqui estamos para adquirir sabedoria e conhecimento, inclusive na separação do que não nos serve. Passamos a vida a dizer que isto ou aquilo é muito difícil, quando na realidade, nem sequer tentamos. Na vida estamos, diariamente, sendo disafiados, até quando vamos nos esconder atrás de nossas desculpas esfarrapadas, permitindo que nossas fraquezas encubram os nossos verdadeiros propósitos?
Que Deus nos dê forças para encararmos os desafios e fazer da verdade o nosso escudo!!!  

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

A bondade de Deus



-Peçam e receberão; procurem e acharão; batam, e a porta se abrirá. Porque todos aqueles que pedem recebem; aqueles que procuram acham; e a porta se abre para quem bate. Por acaso algum de vocês, que é pai, será capaz de dar uma pedra ao filho que pedir pão? Ou lhe dará uma cobra quando ele pedir peixe? Vocês, mesmo sendo maus, sabem dar coisas boas aos seus filhos. Quanto mais o Pai que está no céu dará coisas boas aos que lhe pedirem!
-Façam aos outros o que querem que eles façam a vocês; este é o sentido da Lei de Moisés e dos ensinamentos dos profetas.
Mateus (7.7-12)
*******************************
Vou começar dizendo que o amor de Deus é eterno e incondicional, pois Deus não precisa de nada do que temos, já que tudo que temos foi ele quem nos deu. Deus quer apenas ser retribuido com o nosso amor, mas muito antes de tentar despertar esse amor em nós, ele já nos amava infinitamente, ao ponto de permitir que Jesus Cristo, seu único e amado filho, morresse na cruz, para livrar-nos dos nossos pecados.
Não poderemos dizer que não sabemos o que fazer, pois, Jesus Cristo usou toda a sua vida e sabedoria, para nos dar exemplos dos caminhos a seguir. O único filho de Deus foi posto a prova para abençoar-nos e facilitar-nos a descoberta do real e verdadeiro caminho que é; amarmo-nos uns aos outros como a nós mesmos.
Que a luz divina se derrame sobre nossas vidas, purificando nossos corações, para que sirvam de morada para o Deus Eterno!!!
Que o amor esteja no coração de cada um de nós!!!
Amém!!!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

A vingança


-Vocês ouviram o que foi dito: "Olho por olho, dente por dente." Eu porém lhes digo: Não se vinguem dos que lhe fazem mal. Se alguém lhe der um tapa na cara, vire o outro lado para ele bater também. Se processarem você para tomar a sua túnica, deixe que levem também a capa. Se um dos soldados estrangeiros forçá-lo a carregar uma carga um quilômetro, carregue-a dois quilômetros. Se alguém lhe pedir alguma coisa, dê; e empreste a quem lhe pedir emprestado.
Mateus (5.38-42)

*******************

Meus queridos, há alguns anos atrás, se eu lesse estas palavras, sorriria debochada e faria pouco das palavras de Jesus. Hoje, no entanto, após muitas quedas e sofrimentos, compreendi que este é o único comportamento dígno do amor de Deus. Com certeza, eis aqui o caminho mais difícil, mais doloroso, devido à nossa natureza orgulhosa, egoísta e pretenciosa. Porém, eis também o segredo da libertação de nossas vidas. No momento em que deixarmos cair por terra o orgulho, egoísmo e pretenção, sentiremo-nos mais leves e com mais energia para trilhar o bom caminho. Não poderei dizer que a iniciativa se dá de uma hora para outra, pois, seria uma afirmação mentirosa, mas posso afirmar que com pequenos passos, dia-à-dia, é possível desprendermo-nos desta natureza falha, adquirindo um comportamento mais compatível com o perfil exemplificado por Jesus. Para aumentar o nosso empenho, basta que lembremo-nos em todos os momentos que nada deste plano nos será útil. O que pertence a este mundo, não poderá ser levado conosco. Se é pelo aprendizado que estamos aqui, então para que perdermos tempo carregando nas costas o material? Também não devemos envergonharmo-nos por sermos humilhados, maltratados ou desconsiderados, pois, não estamos aqui para medir forças, mas para humildimente, aprender tudo o que for possível com o amor, amor incondicional. Portanto, ainda que a princípio nos sintamos magoados, feridos, quando formos agredidos física ou verbalmente, devemos recobrar a consciência do que viemos fazer aqui, para não perdermos mais tempo com nossa natureza primitiva, permitindo o amadurescimento de nossas almas.
Que o desejo de vingança se desprenda de nossas mentes, deixando-as livres para serem preenchidas com os ensinamentos de Deus!!!
Que o amor de Cristo possa brilhar no coração de cada um de nós!!! 




domingo, 3 de outubro de 2010

Oração pela paz


Dobro os meus joelhos
e peço ao Criador
transforme em flores
o sangue a escorrer pelo mundo
as lágrimas em sorrisos
a fome em abundância
que da seca possa correr volumosos rios
transforme os corações de pedra
retirando as vendas dos olhos da humanidade
faça que brancos e negros se dêem as mãos
que de suas bocas
saltem palavras de amor e ternura
e que pais e filhos possam se abraçar
que as mães tenham paz em suas aflições
dobro os meus joelhos
e peço ao grande Senhor
que apague da mente humana
a idéia de guerra
o barulho da vingança
a crueldade do pensar
o assassinato da tranquilidade
que venha como pomba branca
toda paz necessária
para aprendermos a partilhar
e que em raros momentos de ira
possam despertar desse horror
seja cantando ou em silêncio
mas que seja pelo amor
e em respeito
ao que chamam de vida
(Valéria Gomes)
video